Governo do Distrito Federal
18/08/21 às 15h47 - Atualizado em 18/08/21 às 15h44

Motoristas de turismo recebem primeira parcela de benefício por reflexos da pandemia

Pagamento será feito nesta quarta (18). Programa ‘Mobilidade Cidadã’ prevê auxílio por três meses, no valor de R$ 600 mensais. Segmento está sendo um dos mais atingidos em decorrência da covid-19

 

Proprietários de veículos destinados ao transporte para turismo receberão auxílio financeiro para minimizar os prejuízos causados pela pandemia. A lei prevê o pagamento de três parcelas consecutivas no valor de R$ 600 cada uma. A primeira delas será paga nesta quarta-feira (18). O auxílio ao segmento faz parte do Pró-Economia – Etapa I, um pacote de 20 ações de apoio ao setor produtivo em razão do impacto causado pela pandemia da covid-19, lançado em maio pelo governador Ibaneis Rocha. Uma dessas ações é o programa Mobilidade Cidadã, do qual o benefício é parte.

 

Secretária de Turismo Vanessa Mendonça, comemora o pagamento do auxílio aos motoristas de turismo Foto: Claudio Gerber/ Setur-DF

 

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, afirma que o auxílio é o resultado de um esforço conjunto do GDF com representantes do setor para auxiliar empresas e trabalhadores castigados pelo impacto econômico do novo coronavírus. “As atividades de turismo foram muito afetadas pela pandemia, com o pagamento desse benefício o setor terá mais fôlego para retomar as atividades. Nós somos um governo que trabalha olhando para as necessidades da população do DF e o governador Ibaneis Rocha sempre olha para os trabalhadores”, afirmou a dirigente da pasta.

 

O presidente da Associação Brasiliense das Agências de Turismo Receptivo (Abare), Reinaldo Ferreira, disse que o benefício veio em boa hora. “O transporte turístico está parado desde 2020. Esses profissionais não estão trabalhando. Assim, o auxílio representa uma ajuda para pagar contas atrasadas, comprar comida”, pontuou. O presidente da Abare avalia que “Esta é uma conquista que compartilhamos com a Secretaria de Turismo do DF. A secretária Vanessa Mendonça não poupou esforços para que tivéssemos esse suporte. Estamos tendo uma retomada lenta e esse pacote de ajuda do GDF veio na hora certa”, afirmou Reinaldo Ferreira.

 

Parceria entre as Secretarias de Desenvolvimento Social (Sedes); de Economia; de Turismo (Setur) e de Transporte e Mobilidade (Semob) possibilitou o auxílio. O BRB é o agente financeiro do Mobilidade Cidadã, que nesta fase atenderá 227 beneficiários. Serão aplicados mais de R$ 400 mil na economia do Distrito Federal.
Para receber o auxílio, é requisito constar no Cadastro de Permissionários/Concessionários da Semob, com data de 31/01/2020. Também é necessário que o profissional esteja registrado, na mesma data, junto ao Departamento de Trânsito (Detran/DF), na categoria de transporte turismo.

 

Foto: Associação Brasiliense das Agências de Turismo Receptivo (Abare)

 

Os motoristas que já possuem o cartão do programa, por terem participado da primeira fase do Mobilidade Cidadã em 2020, receberão o crédito automaticamente. Em situações de extravio de cartão, uma segunda via poderá ser solicitada em uma das agências BRB