Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/03/21 às 17h35 - Atualizado em 27/03/21 às 2h31

Troca da Bandeira: um ato de amor à pátria

COMPARTILHAR

 

Eleita pelo Guiness Book como a maior hasteada do mundo, bandeira abrilhanta a Praça dos Três Poderes

 

 

Na manhã desta quinta-feira (25/3), a Praça dos Três Poderes novamente foi cenário de um dos atos cívicos mais simbólicos: a Troca da Bandeira. Tradicionalmente realizada no primeiro domingo de cada mês, a manutenção foi antecipada a pedido da Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF) à Casa Militar do GDF, que prontamente atendeu a solicitação. Uma demonstração de cuidado e preservação do monumento histórico e turístico de Brasília.

 

A cada edição, a responsabilidade é dividida entre as Forças Armadas e o Governo do Distrito Federal. Desta vez, a substituição foi conduzida pelo Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF), com apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), cumprindo todos os protocolos de segurança. “Há várias décadas, o Corpo de Bombeiros do DF tem realizado o apoio a manutenção da nossa bandeira e estamos trabalhando em conjunto com a Secretaria de Turismo e a Presidência da República para enaltecer esse símbolo maior do nosso país”, destaca o Coronel William Augusto Ferreira Bomfim, comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do DF.

 

O hasteio da nova bandeira foi acompanhado pela secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, e pelo general Luiz Fernando Baganha, secretário de Segurança e Coordenação Presidencial do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), da Presidência da República. “Um momento absolutamente especial, que demonstra o cuidado, a integração, a união e o compromisso do nosso governo com a nossa cidade capital” frisa Vanessa Mendonça. “A mensagem que esse símbolo transmite de união e de progresso deve ser sempre preservado. Ela é o símbolo maior do nosso país e representa a grandiosidade do Brasil”, destaca Baganha.

 

O Pavilhão Nacional é o maior do país e foi registrado no Guiness Book como maior bandeira hasteada do mundo, com 14 metros de largura e 20 de comprimento. Um peso estimado de 70 quilos de tecido que estampam orgulho e amor à pátria. Há 17 anos, o sargento Farias, do CBMDF, é escalado para participar das cerimônias de substituição e reconhece a importância de fazer parte de momento tão emblemático. “E toda vez é uma emoção ainda mais forte de patriotismo e de amor ao nosso país”, afirma o bombeiro militar.

 

 

Embora, por questão de segurança, a participação popular esteja temporariamente suspensa por conta da pandemia, a celebração foi ressignificada pela atual gestão do Governo do Distrito Federal. Desde janeiro de 2019, a iniciativa promovida pela Setur-DF, em parceria com o Ministério da Defesa, o Exército Brasileiro, a Marinha do Brasil, a Força Aérea Brasileira e a Casa Militar do Distrito Federal, aumentou ainda o engajamento do público no evento, que saltou de uma média de 200 pessoas para cerca de 2,5 mil participantes, com o recorde de 7 mil participantes apenas em outubro de 2019, levando a inclusão do Turismo Cívico e da solenidade também no portfólio de pacotes turísticos de agências de viagens.

 

“A cerimônia da Troca da Bandeira é uma festividade nacional, celebrada com orgulho em muitos países, mas que não tinha o mesmo simbolismo em Brasília. E uma das nossas ações, ainda no início da gestão, foi justamente resgatar esse sentimento de identidade e pertencimento tão importante para a cultura brasileira e nosso Brasil. Tenho a certeza de que, em breve, teremos condições seguras de dar continuidade aos atos, com a grandiosidade que a nossa bandeira merece”, argumenta a secretária.

 

Enquanto as cerimônias presenciais não são retomadas, moradores e visitantes podem curtir cada detalhe dos principais pontos cívicos especialmente selecionados pela Setur-DF na Rota Cívica. O tour virtual está disponível no link: http://www.turismo.df.gov.br/colecao-rotas-brasilia/

 

Turismo cívico

Com a aprovação do Projeto de Lei n° 551/2019, que inclui setembro como o mês do Turismo Cívico no Calendário Oficial de Eventos do DF, Brasília será a única capital que passa a ter, por lei, o mês de setembro inteiro destinado às ações relacionadas ao turismo cívico e não apenas o 7 de Setembro, quando a Independência é celebrada.

 

De autoria do presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), deputado Rafael Prudente (MDB), o PL foi aprovado em 10 de março em segundo turno e redação final, com 16 votos favoráveis, seguindo agora para sanção do governador Ibaneis Rocha. “É uma conquista histórica para o nosso país. Brasília é Patrimônio Cultural Mundial, Cidade Criativa do Design e agora, por merecimento, receberá o título de Capital do Turismo Cívico. Não há outra cidade com tantas condições de se apropriar de uma lei como esta”, comemora Vanessa Mendonça.