gototop
Segunda, 19 Junho 2017

Governo entrega documentos para participar da Rede Cidades Criativas

  Agência Brasília

Brasília pode passar a ser a 2ª cidade do Brasil a integrar a rede

O governo de Brasília entregou, em 14 de junho, os documentos necessários para que a capital faça parte da Rede de Cidades Criativas, da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Com a entrega, Brasília deu mais um passo para o reconhecimento internacional na categoria design — uma das sete áreas temáticas da rede.

A candidatura se baseia no desenho do Plano Piloto, no desempenho dos profissionais que aqui atuam e nas políticas públicas do Executivo local. A ideia é transformar a capital federal em destino atraente e competitivo do turismo criativo. Uma das principais consequências é o fomento da economia criativa, com soluções modernas e sustentáveis. A candidatura de Brasília faz parte do objetivo do Plano de Turismo Criativo de Brasília.

Segundo a subsecretária de Produtos e Políticas de Turismo da Secretaria Adjunta de Turismo, da Secretaria do Esporte Turismo e Lazer, Caetana Franarin, os documentos compõem um dossiê com os projetos que promovem a participação social, como o Projeto Orla Livre.

Caso a candidatura seja aprovada pela Unesco, Brasília será a segunda cidade do Brasil a integrar a rede, no campo do design, e a terceira de toda a América do Sul. A capital brasileira, se fizer parte da rede, terá acesso a um intercâmbio de projetos com outras cidades, como Berlim (Alemanha), Detroit (Estados Unidos), Helsinque (Finlândia), Puebla (México), Montreal (Canadá) e Xangai (China).

O governador Rodrigo Rollemberg e o secretário de Turismo, Jaime Recena, lançaram a candidatura de Brasília em 6 de junho. A Unesco anunciará em 31 de outubro os novos integrantes da Rede de Cidades Criativas. O trabalho será avaliado na sede da organização internacional, em Paris.

Metas do Plano Turismo Criativo de Brasília
O Plano de Turismo Criativo de Brasília foi lançado em novembro de 2016, fruto de parceria entre a Secretaria Adjunta de Turismo e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal (Sebrae-DF).

O intuito é atrair mais visitantes e fazer com que fiquem na capital por mais tempo ao promover a cidade como destino turístico reconhecido pela excelência na qualidade de vida e pelos diferenciais associados à diversidade cultural, criatividade, arquitetura moderna, mobilidade e acessibilidade.

Outras metas incluem captação de eventos com base em projetos colaborativos, implementação do Brasília Cinematográfica — transformar a cidade em referência nacional para set de locações de filmes — e a revitalização da Torre de TV.

Outras cidades brasileiras que integram a Rede de Cidades Criativas
O Brasil tem cinco cidades representantes em quatro dos sete campos criativos da Unesco. Além de Curitiba (PR) no design, Belém (PA) e Florianópolis (SC) representam na categoria gastronomia; Salvador (BA) na música e Santos (SP) no cinema. Os outros campos são: arte popular e artesanato, arte midiática e literatura. Atualmente, as sete categorias da rede têm 116 cidades de 54 países integrantes.

A rede tem como objetivo desenvolver cooperação internacional entre cidades que enxergam a criatividade como fator estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável, a inclusão social e o aumento da influência da cultura no mundo.

Registre-sua-manifestacao
 

banners lai-01-E-Sic

VOCÊ EST? AQUI: Início Notícias Governo entrega documentos para participar da Rede Cidades Criativas